Como enviar arquivos de imagem para o seu médico?

Em algumas situações, pode ser que o seu médico peça para enviar os arquivos referentes às imagens de seu exame. Os exames são gravados em um tipo de arquivo chamado DICOM. Esse arquivo é bem diferente de arquivos .jpg, .png, .gif, etc., pois são arquivos que quando avaliados em programas específicos, chamados de “DICOM Viewer”, permitem que o médico utilize diversas ferramentas que aumentam a possibilidade do diagnóstico correto. Entre essas ferramentas, as mais importantes para a neurocirurgia são o “janelamento” e o “cross section”, este último permite que a junção de imagens em diferentes cortes (sagital, coronal e axial) seja vista em conjunto, determinando o exato local do problema. Além disso, nos arquivos DICOM de imagens de Ressonância de crânio ou de coluna, existem diversas imagens, por exemplo, em apenas 1 sequência de Ressonância de crânio, podem existir 160 imagens e, geralmente, cerca de 10 sequências ou mais são realizadas em cada exame!

Por este motivo, a maneira mais fácil de transferir essas imagens para o computador do médico é a partir de um DVD. No entanto, a internet pode e deve ser utilizada!  E-mails não são adequados, pois o arquivo DICOM costuma ser muito grande e ultrapassa os limites permitidos pela maioria dos servidores. No entanto, o paciente pode gravar o DVD em seu computador e transferir os arquivos utilizando programas ou sites que foram feitos para a transferência de arquivos “pesados”. Sistemas de armazenamento em nuvem como o “Dropbox” podem ser utilizados, Nesses casos, o paciente grava os arquivos em uma pasta no seu Dropbox e depois escolhe compartilhar com o endereço de e-mail do médico.

Outros sistemas que podem ser utilizados são os que seguem:

– Infinit

– WeTransfer

– Itrnsfr

– Sendspace

– Dropsend

– Wikisend

– Mediafire

– Box

– Senduit

– Dropitto.me

É muito importante que os arquivos a serem transferidos sejam os DICOM e não jpg, .bmp, .gif, .exe, .png, etc.

DICA ANTES DE IR AO CONSULTÓRIO MÉDICO: tente gravar as imagens DICOM em um DVD ou pendrive para levar à consulta, pois os arquivos são bastante carregados e a internet no Brasil ainda está bem aquém do ideal, com oscilações frequentes, o que dificulta o download desses arquivos no momento da consulta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como posso te ajudar?