fbpx
Rizotomia facetária por endoscopia

 

Rizotomia por endoscopia / Denervação endoscópica facetaria e de sacro-ilíaca

Sabia que em até 40% dos casos de dor lombar, as facetas articulares lombares podem estar inflamadas e/ou serem a fonte de geração da dor1? Sabia que as dores facetárias pode ser causa de dor de cabeça, dor nos ombros ou dor nas costas?

A dor de origem na articulação facetária pode ocorrer na coluna cervical, torácica e lombar. Localiza-se no meio da coluna e se estende para lateral, podendo muitas vezes promover uma dor referida na pernas no caso da coluna lombar, ou ombro e cabeça no caso da coluna cervical. A dor costuma piorar com a extensão e lateralização ou rotação da coluna, e geralmente a pessoa consegue mostrar o local que está doendo, pois dói também ao palpar essas articulações.

Utilizamos o bloqueio ou infiltração facetária para confirmar o diagnóstico de dor facetária e também para promover alívio da dor. No entanto, o efeito terapêutico do bloqueio é auto-limitado e o próximo passo é a denervação facetaria ou rizotomia da coluna, cujo objetivo é a lesão térmica, mecânica ou química da terminação nervosa responsável por transmitir a dor da articulação. Entre às possibilidades, a denervação por radiofrequência é a mais comum, neste procedimento, um agulha é levada até a posição habitual desta terminação nervosa, chamada de ramo medial dorsal, guiado por aparelho de radioscopia (fluoroscopia), aí então, um eletrodo, conectado ao aparelho de radiofrequência, causa lesão térmica do ramo medial. Esse procedimento é simples, rápido e eficiente para tratamento da dor facetária.

No entanto, as técnicas percutâneas pecam por não dar certeza de que o ramo medial foi devidamente anulado, e as técnicas abertas são muito invasivas para serem propostas, por necessitarem de corte e anestesia geral. É por isso que a denervação por endoscopia vem acendendo rapidamente, pois além de ser técnica percutânea, trás a possibilidade de identificar o ramo medial através de visão direta e magnificada, e realizar sua secção, garantindo a denervação da coluna (facetária). O procedimento por endoscopia é mais eficaz e definitivo, o que leva a alívio mais duradouro dos sintomas 23.

Além das facetas articulares, a articulação sacroilíaca também pode ser responsável pela dor lombar. Os mecanismos são semelhantes aos da das dores facetarias. A Síndrome da articulação sacroilíaca freqüentemente ocorre após a fixação da coluna vertebral, devido à sobrecarga adicional sobre essa articulação. As infiltrações, assim como a denervação por radiofreqüência, podem trazer alivio dos sintomas dolorosos. E a denervação por endoscopia trás a mesma vantagem exposta acima, ou seja, tem potencial para ser mais eficaz e definitiva que a técnica percutânea.

 

Referências

  1. Meloncelli S, Germani G, Urti I, et al. Endoscopic radiofrequency facet joint treatment in patients with low back pain: technique and long-term results. A prospective cohort study. Ther Adv Musculoskelet Dis. 2020;12:1-10. doi:10.1177/1759720X20958979
  2. Jeong SY, Kim JS, Choi WS, Hur JW, Ryu KS. The effectiveness of endoscopic radiofrequency denervation of medial branch for treatment of chronic low back pain. J Korean Neurosurg Soc. 2014;56(4):338-343. doi:10.3340/jkns.2014.56.4.338
  3. Xue Y, Ding T, Wang D, et al. Endoscopic rhizotomy for chronic lumbar zygapophysial joint pain. J Orthop Surg Res. 2020;15(1):2-7. doi:10.1186/s13018-019-1533-y