De volta ao topo

Pseudotumor Cerebral

hipertensão intracraniana benigna, hipertensao intracraniana idiopatica, perda visual, derivação ventriculo-peritoneal, DVP, dor de cabeça, cefaleia, hidrocefalia, papiledema, edema de papila, punção lombar, trombose de seio, pseudotumor cerebral

      Também chamado de hipertensão intracraniana benigna ou hipertensão intracraniana idiopática, é uma doença que causa principalmente dor de cabeça e alteração visual. O diagnóstico é feito ao determinar a pressão intracraniana elevada e edema no nervo óptico, após descartar outras doenças com estas características, como por exemplo, tumores cerebraishidrocefalia, infecções (meningite), encefalopatia hipertensiva e trombose de seio venoso dural. É uma causa evitável de cegueira, por isso o diagnóstico precoce é importante.
     O problema é mais frequente em mulheres obesas e jovens, especialmente após o uso de alguns medicamentos. A causa não é totalmente compreendida, pode melhorar espontaneamente e retornar sem explicação. Os exames de imagem do crânio são importantes para afastar a possibilidade de outras doenças, e o diagnóstico é confirmado pela medida da pressão do líquor através de punção lombar e pela avaliação oftalmológica. O tratamento clínico, inclui além do uso de medicamentos específicos, perda de peso, suspensão de alguns medicamentos, restrição de sal e líquidos, entre outras medidas. O tratamento cirúrgico é indicado quando o tratamento clínico não funciona ou quando a perda visual é progressiva, nesse caso diversas formas de derivação liquórica podem ser utilizadas.